Campeonato Distrital Divisão Honra 2017/2018

Campeonato Distrital Divisão Honra 2017/2018

segunda-feira, 31 de março de 2014

Lista Melhores Marcadoras Taça de Encerramento - Série B


Série B

18Golos

Jéssica Neves (Académica)
__________________________________________________________

11Golos

Inês Morais (AJED Tocha)
__________________________________________________________

8Golos

Tifani Teixeira (AC Vilarinho)
__________________________________________________________

7Golos

Marisa Fernandes (AC Vilarinho)
Juka Girão (AJED Tocha)
__________________________________________________________

5Golos

Dalila Dinis (Ribeirense)
Mariana Gandarez  (AC Vilarinho)
Inês Vitória (Granja Ulmeiro)
Ana Luísa Cristovão (AJED Tocha)
__________________________________________________

4Golos

Inês Pinto (Ribeirense)
__________________________________________________________

3Golos

Ana Mendes (Académica)
Rita Almeida (Académica)
__________________________________________________________

2Golos

Bia Santos (Granja Ulmeiro)
Cláudia Gouveia (Ribeirense)
Catarina Rodrigues (Académica)
Filipa Coimbra (Ribeirense)
Márcia Magalhães (Académica)
Diana Pinto (AJED Tocha)
Tanuska Oliveira (AJED Tocha)
Patrícia Vitória (Granja Ulmeiro)
Fátima Carvalho (Ribeirense)
Rute Leitão (AC Vilarinho)
__________________________________________________________

1Golo

Kathleen Santos (Granja Ulmeiro)
Marta Lagoa (Académica
Lena Coelho (Granja Ulmeiro)
Joana Oliveira “Puu” (AJED Tocha)
Andreia Roso (AC Vilarinho)

Patrícia Tinoco “Tixa” (AJED Tocha)

Lista Melhores Marcadoras Taça de Encerramento - Série A


Série A

11Golos

Jacinta Santos (GD Tabuense)
Susana Nunes (GD Tabuense)
____________________________________________________________

10Golos

Inês Silva (UP Chelo)
____________________________________________________________

9Golos

Xana Gonçalves (CDR Penelense)
____________________________________________________________

8Golos

Bruna Vilas (UP Chelo)
____________________________________________________________

7Golos

Marta Dias (GD Tabuense)
______________________________________________________________

5Golos

Cátia Marques (UP Chelo)
______________________________________________________________

4Golos

Diana França (CA Gândaras)
Vânia Gama (GD Tabuense)
______________________________________________________________

3Golos

Tânia Luís (CDR Penelense)  
Andreia Rijo (GD Tabuense)
Vânia Ribeiro (UP Chelo)
Diana França (CA Gândaras)
Inês Ferreira (CA Gândaras)
Inês Lopes (GD Tabuense)
___________________________________________________________

2Golos

Rita Lopes (GR Casal)
Rita Simões (CDR Penelense)
Marisa Brito (GD Tabuense)
Inês Dinis (GR Casal)
Paula Gonçalves (CA Gândaras)
Zeza Miranda (GD Tabuense)
Jéssica Daniela (UP Chelo)
Inês Dinis (GD Tabuense)
Juliana Santos (CA Gândaras)
____________________________________________________________

1Golo

Lili Correia (GD Tabuense)
Patrícia Matias (CA Gândaras)  
Ana Raquel Oliveira (CDR Penelense)
Joana Marta (CA Gândaras)
Solange Craveiro (UP Chelo)
Juliana Santos (CA Gândaras)
Vera Abreu (GR Casal)
Cristiana Roxo (CDR Penelense)
Tânia (GR Casal)
Mónica (CA Gândaras)




quarta-feira, 26 de março de 2014

Entrevista ao treinador Cláudio Leitão (SC Ribeirense)






ADN

Nome: Cláudio dos Santos Martins Leitão

Grau: Licenciado em Educação Física / Curso de Treinadores de Futsal Nível 1

Clubes: Associação Desportiva Serpinense / Sporting Clube Ribeirense

Palmarés: Juvenis ADS8º), Iniados ADS(9º), Juniores ADS(9º e 6º) e Sporting Clube Ribeirense (7º)

ARCA: Como surgiu o gosto pelo Futsal e que percurso já realizou na modalidade até aos dias de hoje?
Cláudio Leitão: O gosto pelo Futsal surgiu quando entrei na equipa sénior da Associação Desportiva Serpinense, onde estive numa primeira fase como jogador e numa segunda fase como jogador e treinador nas camadas jovens.
Entrei para o futsal muito tarde, com 30 anos, sem nunca ter tido contato direto competitivo mas identifiquei-me logo com as suas caraterísticas de intensidade, de responsabilidade tática diferentes do futebol de 11, que já tinha praticado anteriormente.
O meu gosto pela modalidade aumentou ainda mais quando comecei a minha carreira de treinador, tendo a oportunidade de poder ensinar, formar física, técnica, tática e psicologicamente jogadores jovens. Nada é mais gratificante do que ver os jogadores a evoluir, a ganhar novas competências rumo à formação o mais completa possível. No entanto a formação é um pouco ingrata porque muitas vezes formamos os jogadores e eles seguem novos caminhos, seja pelo fato de irem jogar noutros clubes com “outro” nome, que eu não concordo de todo, visto que esses Clubes “pseudo-grandes” também já foram pequenos e tiveram o seu crescimento, seja pelo fato de entrarem na equipa sénior da Associação Desportiva Serpinense, motivo último que me deixa bastante orgulhoso.
Após esta experiencia como treinador de jovens jogadores, ingressei no Futsal sénior Feminino, onde apesar de se apelidar de Futsal Sénior, na maioria das equipas existem muitas jogadoras com idades de Juniores levantando a questão “Temos ou não um verdadeiro campeonato de Futsal Sénior Feminino”?
       
ARCA: Como surgiu a oportunidade de entrar no universo do Futsal Feminino?
Cláudio Leitão: Simplesmente pelo fato de ter enviado um currículo para um anúncio que pedia um treinador de Futsal Feminino, não sabendo por um lado, quem era a equipa e por outro não conhecendo muito bem o campeonato Sénior Feminino.
Fui escolhido de entre várias hipóteses e entrei no projeto, que abracei de corpo e alma.
A minha motivação era somente treinar uma equipa, com o intuito de a fazer crescer, independentemente do seu nível.

SC Ribeirense 2013/2014


ARCA: Qual a sua opinião sobre o Campeonato Distrital da AFC, o que mudaria?
Cláudio Leitão: No seguimento da pergunta atrás efetuada, “Temos ou não um verdadeiro campeonato de Futsal Sénior Feminino”? a minha resposta é não, porque existem muitas jogadoras juniores ou perto dessas idades a jogar no nosso campeonato e poucas jogadoras com mais idade, consequentemente com mais experiencia e mais qualidade. As jogadoras jovens têm qualidade em bruto que precisa de ser laminada, esculpida para que originem verdadeiras “pedras preciosas” do Futsal. É possível, eu acredito mas o caminho é longo e tem pré-requisitos! Só teremos um verdadeiro Campeonato Sénior quando tivermos jogadoras com mais experiencia, jogadoras com mais formação com a implementação de um campeonato Júnior, Futsal no desporto escolar para cativar mais jogadoras jovens, mais Equipas, mais treinadores, mais treinos por semana (mais do que 2 treinos por semana), mais dirigentes, mais patrocinadores interessados no desenvolvimento do Futsal Feminino do nosso Distrito.
Se o assim fizermos tenho a certeza que iríamos ser uma referência Nacional para o Futsal Feminino!
Números para refletir…
Campeonatos
Associação de Futebol de Coimbra
Associação de Futebol do Porto
1ª Divisão Seniores Futsal Feminino

13

10
2ª Divisão Seniores Futsal Feminino

0

12
Juniores Futsal Feminino
0
10

ARCA: O que tem a dizer sobre a realização do Torneio Inter-Associações e o 1º Campeonato Nacional?
Cláudio Leitão: Quer o Torneio Inter-Associações, quer o 1º Campeonato Nacional são um grande passo para o desenvolvimento do Futsal Feminino. Vem claramente aumentar o nível por um lado, e por outro dar uma maior visibilidade, sendo obviamente um argumento muito forte para patrocinadores interessados numa exposição nacional em detrimento de uma distrital. É sem dúvida alguma muito mais aliciante para eles e consequentemente para o Futsal Feminino.

ARCA: Como vê o Futsal Feminino em Portugal?
Cláudio Leitão: Vejo o Futsal Feminino a evoluir a passos “largos”, com a implementação do Torneio Inter-Associações e do 1º Campeonato Nacional, por aqueles que já lá estão mas também por aqueles que lá querem chegar um dia!
O Campeonato Nacional vai ser inequivocamente uma alavanca para o desenvolvimento de todas as partes existentes no Futsal Feminino, sejam Clubes, Dirigentes, Treinadores, Jogadoras,…
O nível de exigência aumentou derivado ao aumento exponencial da competitividade entre as Equipas.

ARCA: Por fim gostaria de deixar algumas palavras aos seguidores do blog ARCA – Futsal Feminino em Coimbra?

Cláudio Leitão: Gostaria que todos intervenientes do nosso amado desporto, Associação de Futebol de Coimbra, Clubes, Dirigentes, Treinadores, Jogadoras, Arbitragem, Fisioterapeutas, Adeptos…, contribuíssem de alguma forma, para que o Futsal Feminino evoluísse no nosso Distrito para patamares Nacionais e que não tenhamos medo de deixar de ser as “Rainhas” da aldeia de Coimbra e ambicionarmos sermos as “Rainhas” do nosso País. Sonhador… talvez… caminho longo… talvez… mas o sonho comanda a vida!

Em nome do Blog ARCA - FUTSAL FEMININO EM COIMBRA queremos agradecer-lhe por se ter encontrado disponível para dar o seu contributo em prol do Futsal Feminino, em particular ao praticado no Distrito de Coimbra


Entrevista efetuada pela colaboradora Ana Rita Santos

Taça de Encerramento - 1ª Jornada


29-03-2014

Série A

16H GD Tabuense 13-2 GR Casal
Marcadoras Tabuense: Jacinta Santos (4) . Susana Nunes (3) , Inês Lopes (2) , Andreia Rijo (2) , Marisa Brito , Lili Correia
Marcadoras Casal: Inês Dinis , Rita Lopes

18H CA Gândaras 0-4 UP Chelo
Marcadoras Chelo: Inês Silva (4)

Folga: CDR Penelense




Série B

16H Granja Ulmeiro 2-5 AC Vilarinho
Marcadoras Granja Ulmeiro: Inês Vitória , Bia Santos
Marcadoras Vilarinho: Tifani Teixeira (3) , Marisa Fernandes (2)

18H Académica de Coimbra SF/ 9-5 SC Ribeirense
Marcadoras Académica: Jéssica Neves (5) , Márcia Magalhães , Ana Mendes , Rita Almeida , Catarina Rodrigues
Marcadoras Ribeirense: Dalila Dinis (2) , Filipa Coimbra , Inês Pinto , Cláudia Gouveia

Folga: AJED Tocha




sábado, 22 de março de 2014

sexta-feira, 21 de março de 2014

Entrevista à atleta Diana Pinto (AJED Tocha)




DNA

Nome: Diana Raquel Ladeiro Pinto

Clubes: CRIAlhadense; GJS.Tomé; AJEDCTocha

Seleção distrital: Épocas: 2000/2001 - 2001/2002 – 2002/2003 - 2003/2004

Palmarés:   Finalista Vencida na Taça Distrital no ano 2001/2002
Finalista Vencida na Taça Distrital no ano 2005/2006
Finalista Vencida na Taça Distrital no ano 2006/2007
 Finalista Vencida na Supertaça no ano 2009/2010


ARCA: Como surgiu o gosto pelo futsal?
Diana Pinto: Desde pequena que comecei a acompanhar o meu pai no futebol mas não existia futebol feminino na zona, mais tarde começaram a formar-se equipas de futsal feminino e tive a oportunidade de entrar para uma, a partir daí o futsal passou a ser mais do que um gosto e passou a ser um “estilo de vida”.

ARCA: Que percurso efetuas-te no futsal até aos dias de hoje?
Diana Pinto: Iniciei aos 10 anos no CRIAlhadense onde treinava com o escalão sénior, fui federada aos 14 (Época 1999/2000). Aquando da extinção da equipa fui convidada a integrar a equipa do GJS.Tomé onde permaneci por duas épocas (2009/2010 e 2010/2011), equipa que acabou também por extinguir. Após duas épocas sem jogar o “bichinho” falou mais alto e atualmente integro a equipa da AJEDCTocha.

ARCA: Há quantos anos praticas esta modalidade?
Diana Pinto: Pratico esta actividade á 19 anos, federada á 15 anos.


AJED Tocha 2013/2014

ARCA: Que experiência tens a nível de seleção distrital?
Diana Pinto: Integrei a selecção distrital durante 4 anos, de 2000 a 2004, sendo que o primeiro ano foi apenas de integração. Nos restantes anos participei em vários torneios inter-associações.

ARCA: O que te levou a escolher esta modalidade?
Diana Pinto: O que me levou a escolher esta modalidade foi o gosto por “jogar á bola” e a facilidade em integrar uma equipa de futsal feminino visto que outras amigas e irmãs já faziam parte da mesma.

ARCA: Quais são os teus objetivos nesta modalidade?
Diana Pinto: Neste momento os meus objetivos passam essencialmente por trabalhar e treinar junto com o grupo que integro tentando evoluir a nível individual e coletivo podendo assim ajudar a equipa a alcançar os seus objetivos.

ARCA: Qual a tua opinião sobre o Campeonato Distrital da AFC?

Diana Pinto: Na minha opinião o Campeonato Distrital da AFC apresenta falta de competitividade o que se reflete na pontuação da tabela classificativa. Por um lado essa falta de competitividade faz com que as equipas mais evoluídas possam desmotivar e prejudica a sua evolução, por outro lado é de louvar que as equipas menos evoluídas continuem a trabalhar e a lutar tendo-se notado uma grande evolução da maior parte delas, evolução essa que foi visível nos resultados da 2ª volta.
Felizmente o número de equipas tem vindo a aumentar o que é bastante positivo no entanto seria importante investir na formação de camadas jovens para que a qualidade de jogo possa melhorar e para que jogadoras ainda muito novas possam ter mais e melhores oportunidades de aprendizagem.


AJED Tocha 2013/2014

ARCA: O que tens a dizer sobre a realização do Torneio Inter-Associações e o 1º Campeonato Nacional?

Diana Pinto: O Torneio Inter-Associações é sem duvida uma mais-valia a nível individual, é algo a que muitas jogadoras ambicionam chegar e serve-lhes de motivação para trabalharem mais e melhor, no entanto penso que nem sempre a forma como são selecionadas as jogadoras é a mais correta e infelizmente nem todas as jogadoras têm as mesmas oportunidades apesar das suas capacidades.
O 1º Campeonato Nacional é um reconhecimento mais que merecido da modalidade que se limitava ás distritais das quais as equipas sabiam que não poderiam ir mais além, veio dar animo ás equipas a nível coletivo e ás jogadoras a nível individual, é uma motivação extra e uma ambição que faz com que se trabalhe mais e melhor para que possa ser alcançada, aumentando assim o nível e a qualidade das equipas.


AJED Tocha 2013/2014 -  Na foto a atleta entrevistada está na fila de cima , da esquerda para a direita, a segunda atleta

ARCA: Como vês o futsal feminino em Portugal?

Diana Pinto: O futsal feminino em Portugal tem vindo a melhorar técnica e taticamente havendo neste momento equipas e jogadoras muito boas.
Infelizmente ainda é um desporto pouco reconhecido havendo falta de apoios e falta de gente que se desloque aos pavilhões para ver e apoiar a modalidade. Até mesmo a nível de comunicação social o Futsal feminino fica um pouco esquecido.

Felizmente cada vez existem mais atletas e mais equipas que lutam para que as mentalidades mudem e para que as pessoas deixem de ver o futsal como uma modalidade para rapazes e talvez com o tempo a sociedade comece a render-se mais á qualidade do futsal feminino.

ARCA: Por fim gostarias de deixar algumas palavras aos seguidores do blog ARCA – Futsal Feminino em Coimbra?

Diana Pinto: Em primeiro lugar dar os parabéns ao Blog pelo excelente trabalho que têm feito pela modalidade.
Em segundo lugar é importante que as pessoas tenham noção das dificuldades que os clubes, equipas e respetivas jogadoras têm de ultrapassar para poderem fazer um bom trabalho. Por isso é importante que todos os adeptos de futsal feminino se desloquem aos pavilhões, que apoiem as suas equipas preferidas e que, em alguns casos, deixem de ser mais um obstáculo que as jogadoras têm de ultrapassar para passarem a ser mais uma peça importante no crescimento a modalidade.


  Em nome do Blog ARCA - FUTSAL FEMININO EM COIMBRA queremos agradecer-lhe por se ter encontrado disponível para dar o seu contributo em prol do Futsal Feminino, em particular ao praticado no Distrito de Coimbra


Entrevista efetuada pela colaboradora Ana Rita Santos

quarta-feira, 19 de março de 2014

Taça Nacional 1ª Fase - 2ª Jornada


23-03-2014


Zona Norte - Série D

16H Always Young 3-2 CF Santa Clara
Marcadoras Santa Clara: Joana , Isa

Folga: SPG Clube Canidelo




30-03-2014 (Reagendado)

Zona Norte - Série E

16H AD Serpinense 3-1 AU Beira Interior
Marcadoras Serpinense: Li Carvalho , Sofia Simões , Diana Silva

Folga: Academia Caranguejeira






terça-feira, 18 de março de 2014

Taça de Encerramento - Calendário


Série A

CA Gândaras
CDR Penelense
GD Tabuense
GR Casal
União Chelo

Série B

Académica de Coimbra /SF
AC Vilarinho
AJED Tocha
Granja Ulmeiro
SC Ribeirense

Final 07 de Junho de 2014 (Campo Neutro)

Série A



Série B












quinta-feira, 13 de março de 2014

Campeã Taça Distrital AFC - CF Santa Clara


CF Santa Clara - Vencedor da Taça Distrital




O Blog felicita a equipa de futsal feminino do CF Santa Clara pela conquista da Taça AF. Coimbra.




Declarações do Treinador e da Capitã depois de conquistarem a primeira Taça Distrital ao serviço do CF Santa Clara

Treinador Luís Nuno


Pessoalmente, estou muito grato ao CF Santa Clara, porque já me possibilitou ganhar duas taças distritais, uma como jogador outra como treinador.
Sentimento de dever cumprido, é o que nos vai na alma. Alguns meses de trabalho árduo, com a mudança de modelo. Formação e qualidade jogo após jogo, e no fim, a recompensa. Graças a atletas fantásticas!

O nosso objectivo será sempre dar espectáculo, aliando o SER, o ESTAR e o FAZER, porque mais importante do que uma taça ou uma medalha, é o reconhecimento e a alegria das pessoas que gostamos.



Ana - Capitã


A vitória na Taça Distrital é a primeira conseguida pela equipa numa das 2 principais competições da Associação Distrital. A vitória no derradeiro jogo foi "suada" e emocionante, o que lhe conferiu um sabor ainda mais especial.

Esta conquista é, acima de tudo, o premiar da união, determinação e espírito de sacrifício de todos os elementos da equipa e vem confirmar o bom trabalho desenvolvido ao longo das 4 épocas de existência da equipa.






quarta-feira, 12 de março de 2014

2ª Fase - Manutenção / Descida - Campeonato Nacional -> 3ª Jornada


Zona Sul

15-03-2014


16:30H SR Estrelas do Feijó 5-2 CD Fátima 

19H Ourentã 6-1 Padernense
Marcadoras Ourentã: Carina Coelho (3) , Pisca (2) , Juliana Lucas



Taça Nacional 1ª Fase - 1ª Jornada


15-03-2014


Zona Norte - Série D

18H CF Santa Clara 0-5 SPG Clube Canidelo
* Pavilhao São João (Pé-de-Cão)

Folga: Always Young




Zona Norte - Série E

16H AU Beira Interior 1-3 Academia Caranguejeira

Folga: AD Serpinense





quinta-feira, 6 de março de 2014

Votação 5 Inicial - Campeonato Distrital AFC


O Blog desafia atletas, treinadores e seguidores da modalidade para que elejam o seu 5 inicial de forma a encontrar a equipa “ideal” do Campeonato Distrital da AF. Coimbra.


Será constituída da seguida forma:

-> 12 Jogadoras;
-> As 5 mais votadas integraram o respectivo 5 inicial e as restantes a suplentes.


E terá as seguintes regras:

-> As mais votadas em cada posição, farão parte do cinco inicial;

-> As posições serão: guarda-redes , fixo , ala , pivot;

-> Em caso de empate, cria-se um novo post para desempatar as atletas que tiverem o mesmo número de votos de forma a que todos possam dar o seu contributo;

-> São serão validados os votos que estiverem devidamente identificados , comentários anónimos serão considerados nulos;

-> No caso de atletas e treinadores não podem votar no seu clube.

-> O prazo para votar será até dia 27 de Março.